Validade

Validade designa o valor lógico que pode ser atribuído a um argumento. Depende da relação entre as premissas e a conclusão. Um argumento válido é aquele em que é impossível a conclusão ser falsa se as premissas forem verdadeiras.

Só os argumentos de dedutivos podem ser classificados como formalmente válidos.

Exemplo:

Todos os mamíferos são animais (Premissa)

Os gatos são mamíferos (Premissa)
___

Logo, Os gatos são animais (Conclusão)

O argumento é válido porque cumpre todas as regras de validade do silogismo.

Quando um argumento possui forma válida e apresenta também conteúdo verdadeiro dizemos que é um argumento sólido ou correcto.

É logicamente impossível não admitir que "Os gatos são animais", se admitirmos como verdadeiras as proposições "Todos os mamíferos são animais" e "Todos os gatos são mamíferos".


Editado por (OBraga)

No sentido lógico, é necessário distinguir a verdade de uma proposição, que consiste na concordância entre aquilo que enuncia, e os factos que permitem a sua verificação, por um lado, e por outro lado, a validade de um raciocínio que respeita apenas à sua estrutura formal.

Um raciocínio pode ser válido e incidir sobre proposições falsas; pode, inversamente, ser não válido e enunciar proposições verdadeiras.

É possível designar a validade através da expressão “verdade formal”, e a verdade das proposições através da “verdade material”.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License