Pelagianismo

Pelagianismo

“O monge inglês Pelágio vivia em Roma nos primeiros anos do século V.

(…)

O ponto de vista de Pelágio consistia essencialmente em negar que a culpa de Adão tivesse debilitado radicalmente a liberdade originaria do homem e, portanto, a sua capacidade de fazer o bem.

O pecado de Adão é apenas um mau exemplo que pesa, sim, sobre as nossas capacidades e torna mais difícil operar o bem, mas não o torna impossível e principalmente não priva os homens da possibilidade de reagir e de decidir-se pelo melhor.”

— “Santo Agostinho e a Polémica contra Pelágio”, in “História da filosofia” de Nicola Abbagnano, volume II, §166, página 219, Editorial Presença, Lisboa, 1969.

Editado por (OBraga)

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License