Nag Hammadi

Nag Hammadi é uma localidade situada no Egipto superior, na margem esquerda do rio Nilo, com cerca de 15.000 habitantes; é uma das capitais de distrito do actual Egipto e fica perto do local onde, em 1945, um grupo de agricultores encontrou um pote de barro com 15 códigos em papiro, escritos provavelmente na segunda metade do século IV d.C..

Os papiros englobam 13 volumes com 52 obras de origem e género muito diferentes. No que respeita às formas literárias podemos encontrar evangelhos, diálogos apócrifos de Jesus com os seus discípulos, apocalipses, cartas, Tratados de ética, Tratados relativos à doutrina sobre as almas, cosmologia, soteriologia, textos litúrgicos, etc..

A maior parte destas obras está escrita em saídico (língua copta) e algumas em dialecto assiútico. A grande maioria dos textos é constituída por traduções de originais gregos. Para além de textos do helenismo e do Judaísmo gnósticos, encontram-se obras do Cristianismo gnóstico que constituem a maioria dos textos — por exemplo, O Evangelho de Tomás e de Filipe, O Evangelho da Verdade (do gnóstico Valentim), e o Segundo Apocalipse de Tiago.

Editado por (OBraga)

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License