Mudanca Do Ónus Da Prova

A expressão «ónus da prova» significa obrigação ou encargo de provar. A mudança do ónus da prova ocorre quando se verifica uma transferência ilegítima da responsabilidade de provar a tese. Numa discussão, os oponentes têm de apresentar evidência que prove as afirmações que fazem, mas pode acontecer que um deles, mais habilidoso e com dificuldades em produzir prova do que defende , empurre para o outro o encargo de provar que ele não tem razão. Ora se x afirma alguma coisa, x é que tem de de apresentar evidência que confirme o que afirma e não é o seu oponente que tem que provar que está errado.

Exemplo:

X diz a Y: Deves ser culpado(a) porque não tens álibi para a manhã em que o crime foi cometido.

editado por Alda Martins —- para desambiguação clique em debater no menu em rodapé


Aditamento por (OBraga)

Trata-se de um caso especial de Argumentum ad Ignorantiam. Porém, a "mudança do ónus da prova" tem aplicação plena no Direito que se concentra nas acções humanas, mas não em filosofia onde até o próprio conceito de prova é questionado.

Ver:

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License