Inferências imediatas: proposições opostas

Nas inferências imediatas infere-se uma proposição de outra.
A partir de uma proposição, mantendo o sujeito e o predicado, podemos inferir ou derivar outras proposições alterando só a quantidade, só a qualidade, ou a quantidade e a qualidade simultâneamente. Chama-se oposição de proposições a este tipo de inferência, e à sua representação gráfica chama-se «quadrado lógico de oposição» de proposições. Existem os seguintes pares de proposições opostas:

1. Proposições contrárias (A - E) - duas proposições universais que diferem na qualidade;

2. Proposições contraditórias (A - O, E - I) - proposições que diferem na qualidade e na quantidade;

3. Proposições subcontrárias (I - O) - duas proposições particulares que diferem na qualidade;

4. Proposições subalternas (A - I, E - O) - proposições que diferem na quantidade.

Regras das proposições opostas

1. As proposições contrárias não podem ser ambas verdadeiras, mas podem ser ambas falsas.

2. Duas proposições contraditórias não podem ser ambas verdadeiras nem ambas falsas.

3. As proposições subcontrárias podem ser ambas verdadeiras ao mesmo tempo, mas não podem ser ambas falsas ao mesmo tempo.

4. As proposições subalternas, se a universal é verdadeira, a particular é verdadeira; se a particular é falsa, a universal é falsa.

editado por Alda Martins —- para desambiguação clique em debater no menu em rodapé

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License