Imperativo hipotético

Imperativo hipotético

Segundo Kant, se todos os imperativos se enunciam em forma de dever, não dependem todos da moral. Por isso, distingue o imperativo hipotético, por um lado, do imperativo categórico, por outro lado.

O imperativo hipotético é condicional, na medida em que subordina o imperativo a um determinado fim, e só tem valor se – e somente se – procuramos atingir esse fim em particular. Por isso, o imperativo hipotético é apenas um meio para se atingir esse fim. Por exemplo, pode ser um conselho de prudência ou de modo de vida1.

O imperativo hipotético não é um imperativo moral.


Editado por (OBraga)

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License