Análise

Análise

  • Do Grego analuein, “desligar”.

Operação fundamental do pensamento lógico que consiste em decompor um Todo definido nos seus componentes. Por extensão fala-se em "análise histórica ou estrutural" de um fenómeno factual, mas neste caso coloca-se a questão de saber se é possível distinguir todos os seus elementos, ou se podemos considerar alguns dentre eles como negligenciáveis: a resposta varia segundo os sistemas filosóficos considerados. Além disso, a análise implica uma concepção definida de causalidade.

  • Lógica matemática : Para os Gregos, a análise era o método através do qual se demonstra uma proposição remontando até uma proposição já nossa conhecida e da qual depende a primeira. No século XVIII, a análise era o procedimento para equacionar grandezas desconhecidas com grandezas conhecidas, afim de determinar as primeiras (álgebra). Em Kant, o juízo analítico é aquele que deriva da definição pura e simples do sujeito (proposição analítica). Hoje, a análise é o estudo das relações de dependência entre as diversas grandezas (por exemplo, cálculo infinitesimal).
  • Filosofia do conhecimento (epistemologia) : a análise é o método de conhecimento concebido segundo o modelo algébrico da resolução (Descartes), ou segundo o modelo físico da decomposição (empirismo, David Hume, Condillac, etc.).

Editado por (OBraga)

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License