Afirmação do consequente

Se, em vez de se afirmar o antecedente, se se afirma o consequente, o raciocínio é inválido, cometendo-se a falácia do modus ponens ou da afirmação do consequente.

Exemplo:

  1. Se Luísa estudar muito, entrará na universidade
  2. Luísa entrou na Universidade
  3. Logo, Luísa estudou muito

editado por Alda Martins —- para desambiguação clique em debater no menu em rodapé

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License